La la la la la la la

IMG_9512

  • por Mariana Paiva

Eu sabia que você ia rir. Que a voz ia sumir enquanto ria, ria, ria. É muito solto mesmo. Eu sabia. E é desses saberes ancestrais: na hora de mentir a gente ri também. Ri da mentira e ri da verdade. Podia ser sério mas é risonho, foi tudo outro dia mas já faz muito tempo. Uma encarnação inteira errando letra de música (assim fica fácil escrever).

Fala um verso e ri. Mais outro. Ri também. A boca ri porque vai sempre escolher rir a chorar. Eu não disse? Eu sabia que você ia rir, boca. Eu sabia que você ia fechar todinho pra rir junto, olho. Sabia de saber ancestral.

2018 tem copa do mundo. A sala ainda estará lá, no mesmo lugar? E aquele medo de elevador? Tá tudo estável? Mais ou menos. A resposta é sempre mais ou menos e riso, riso, riso. Quem sabe um dia esteja tão estável que desmorone. E aqueles versos “la la la la la la la la”? Esses não dá pra esquecer. São simples mas sem erro. Devem ser assim mesmo as coisas de certeza da vida: definitivas. Até bobas de tão óbvias. Tanto que a gente até duvida delas.

No mais, tô lendo Derrida pra desconstruir

 

  • a imagem é de Nan Lawson
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: